Há dois meses, o médico veterinário oftalmologista Robson Oliveira dos Santos adquiriu o smartdevice Phelcom Eyer. Acoplado a um smartphone, o equipamento realiza exames de fundo do olho, em poucos minutos e sem a necessidade de dilatação da pupila. Em seguida, permite o envio das imagens para uma plataforma on-line, o Eyer Cloud.

“Investi na aquisição do aparelho por ser portátil e pela boa definição de imagem”, conta. Nesse período, já fez 60 exames em cães e gatos e utiliza uma vez ao dia, pelo menos, em seu centro oftalmológico veterinário Oftalmopets, em São Paulo.

 

eyer para veterinários

 

Santos explica como faz para avaliar os pets. “Para captura de imagem, realizamos contenção mecânica do corpo e cabeça. Assim, conseguimos fazer o exame na maioria dos pacientes”. Em seguida, acessa o Eyer Cloud para verificar as imagens, fechar diagnóstico, mostrar aos tutores dos pets e fazer download.

 

Eyer na clínica veterinária

 

A aquisição do smardevice Phelcom Eyer por médicos veterinários não é frequente. Santos acredita que, para a classe veterinária, o custo-benefício da tecnologia ainda é ruim. “É difícil cobrar pelo exame à parte. Mas, como diferencial de atendimento, é bom. A qualidade das imagens é excelente”, afirma.

Para ser mais funcional aos veterinários, Santos sugere modificar o botão de disparo da câmera, para a parte superior ou central da tela, e acrescentar um cordão ao equipamento para evitar acidentes de queda.

Sobre se vale a pena o uso pelos profissionais da área, o médico veterinário é categórico. “Com certeza”, finaliza.

 

 

Eyer para veterinários

 

Imagens de retina de cães e gatos

 

Retina de cães

 

Imagem: Robson Oliveira dos Santos

 

Imagem: Robson Oliveira dos Santos

 

Retina de gatos

 

Imagem: Robson Oliveira dos Santos

 

Imagem: Robson Oliveira dos Santos