O LinkedIn é uma rede social com o mesmo propósito de outras redes: o de conectar pessoas. Entretanto, tem uma proposta diferente: a de criar relacionamentos profissionais. Atualmente, possui 575 milhões de usuários no mundo, sendo 34 milhões só no Brasil.

Essa mídia permite ampliar a rede de contatos, fazer networking, participar de grupos de discussão, divulgar artigos e interagir com as conexões por meio de comentários e curtidas no post e envio de mensagem privada. Aliás, é o local certo para conteúdos mais técnicos e para construir autoridade na área de atuação.

Mas, para ser uma verdadeira ferramenta na sua carreira, é preciso oferecer informações relevantes às suas conexões. Para ajudá-lo a planejar a estratégia de conteúdo nas principais plataformas do momento, nós iniciamos uma série em nosso blog. O primeiro artigo abordou Facebook para médicos e o segundo, Instagram para médicos.

Neste, vamos falar de LinkedIn para médicos com 10 dicas práticas de conteúdo. Confira!

 

1.      Tenha um Perfil Campeão

 

Antes de tudo, é fundamental que seu perfil contenha todas as informações importantes da sua carreira. Por exemplo, formação, congressos, experiências anteriores, aptidões e áreas de interesse.

Uma das funcionalidades do perfil é o “resumo”, em que é possível colocar uma breve apresentação pessoal. Então, seja estratégico: em poucas palavras, deixe claro qual é a sua especialidade, seus objetivos e seus pontos fortes profissionais e comportamentais.

Todas essas informações ajudam a construir o “Perfil Campeão” do LinkedIn, em que o perfil mais completo aparece nos primeiros resultados de buscas de palavras-chaves relacionadas ao seu currículo.

 

2.      Escreva artigos

 

A plataforma oferece um espaço para publicação de textos mais longos, o LinkedIn Pulse. Nele, você pode divulgar artigos técnicos da sua especialização, novas pesquisas, tendências, experiências profissionais e participações em eventos e congressos, por exemplo.

Com isso, você demonstra ainda mais autoridade na área e atrai não apenas colegas de profissão e recrutadores, mas potenciais pacientes.

 

3.      Compartilhe suas experiências profissionais

 

LinkedIn para médicos

 

Escreva sobre vivências interessantes na sua carreira que possam ajudar outros colegas. De fato, compartilhar essas informações é uma das principais estratégias de LinkedIn para médicos. Isso porque humaniza o profissional, mas sem perder a seriedade, e atrai colegas de profissão e potenciais pacientes que se identificam com suas experiências e querem acompanhar os conteúdos que disponibiliza.

 

4.      Informações úteis para os seus colegas de profissão

 

Por exemplo, você pode divulgar descobertas científicas recentes, novas diretrizes médicas, estudos com resultados promissores, leituras interessantes de periódicos científicos e abertura de inscrições para congressos, simpósios e cursos importantes.

Além disso, pode compartilhar lives interessantes que terão link aberto para o público.

 

5.      Novidades da sua área de atuação

 

Outra estratégia importante do LinkedIn para médicos é, após ler novos estudos e pesquisas da sua especialidade, divulgar e posicionar-se sobre o assunto. Para isso, lembre-se de citar a fonte e colocar um link direto para o estudo.

 

6.      Participação em eventos médicos

 

Quando participar de congressos, simpósios e demais cursos de atualização, compartilhe com seus colegas as informações debatidas, mesmo que os eventos sejam apenas on-line neste momento.

 

7.      Palestras, aulas e trabalho voluntário

 

Sem dúvida, a realização de palestras e aulas demonstram credibilidade e ajudam na construção de autoridade na sua área. Por isso, compartilhe com suas conexões por meio de posts no feed ou até artigos.

Também é muito interessante divulgar os trabalhos voluntários que faz para, principalmente, engajar mais colegas de profissão na causa.

 

8.      Comente notícias

 

Ao ler notícias, você pode aproveitar o gancho para dar sua opinião ou aprofundar os assuntos apresentados com postagens explicativas. Entretanto, fique atento à ética médica e embasamento científico. Desse modo, pode até citar as referências bibliográficas.

 

9.      Datas comemorativas e campanhas de prevenção

 

Sem dúvida, as datas comemorativas e campanhas amplas de prevenção são ótimos assuntos no LinkedIn para médicos. Isso porque demonstra todo seu conhecimento e autoridade na sua especialização. Então, planeje posts no Dia Mundial da Saúde, Outubro Rosa, Novembro Azul etc.

 

Dica extra: use hashtags

 

LinkedIn para médicos

Foto: Freepik

 

Assim como no Instagram, as hashtags também são fundamentais nessa plataforma. Com elas, você se posiciona e aumenta as visualizações dos posts ao indicar especialidade, tratamentos, procedimentos etc. Assim, qualquer usuário que clicar nessa tag vai ver seu post em meio aos outros que estão marcados com ela.

 

Código de Ética Médica

 

Atenção: antes de começar as publicações no LinkedIn, é fundamental conhecer as normas sobre marketing médico regulamentadas pelo Código de Ética Médico e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

 

Neste artigo, explicamos tudo sobre o que pode e não pode na publicidade para médicos.

 

Revisado por Paulo Schor, médico oftalmologista, professor livre docente e diretor de inovação da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e colaborador da Faculdade de Medicina do Hospital Albert Einstein.

 

Acompanhe o blog da Phelcom e fique por dentro das principais novidades em LinkedIn para médicos.

 

Inscreva-se